Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Agenda
« Novembro 2014 »
Novembro
SeTeQuQuSeSaDo
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade
05/07/2011 - 11h16m

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

Quando notas baixas e agitação nas aulas não são apenas inquietude juvenil

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade



Iranei Barreto e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil


Ser Saudável de quarta-feira (06), às 20h30, aborda o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, uma disfunção cerebral que compromete as áreas do comportamento, memória e autocontrole. Ser Saudável é uma produção da TV Unisinos, do Rio Grande do Sul, em parceria com a TV Brasil. E, em Alagoas, A série é exibida pela TV Educativa (TVE).


Metade dos casos diagnosticados com TDAH permanece com os sintomas durante toda a vida. Falta de concentração e dificuldade de relacionamento são os sintomas mais associados a esse transtorno. Mas, para saber como é a rotina de quem convive com o TDAH, Ser Saudável mostra as histórias de Julian Kober, 22 anos, e João Nogueira da Gama, de 10.


Notas baixas, problemas para realizar tarefas propostas e agitação nas aulas, são os reflexos de transtorno que tanto Julian quanto para João adquiriram na escola. Eles passaram pela mesma situação e para os dois, o papel da família fez toda a diferença. Inês Nogueira da Gama, mãe de João, procurou ajuda médica logo nos primeiros indícios. Já no caso de Julian a ajuda, assim como o diagnóstico, veio somente na adolescência.


Não se engane, saber dos sintomas não basta para que uma pessoa seja diagnosticada com TDAH. Por isso, o programa vai mostrar a importância do acompanhamento médico e atenção familiar. Para esclarecer os mitos e verdades sobre o assunto, além de falar das formas de tratamento e o efeito dos medicamentos, participam do programa, o coordenador do ambulatório de déficit de atenção e hiperatividade, Dr. Eugênio Grevet e a psicopedagoga, Adriana Costa.

Ações do documento