Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Série Extinções exibe história do tigre
06/07/2011 - 11h45m

Série Extinções exibe história do tigre

Série Extinções exibe história do tigre

 


Iranei Barreto e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil


O quinto documentário da série Extinções apresenta na quarta-feira (06), às 23h00, a história do tigre, animal-troféu de séculos de caça. O programa vai ao ar pela TV Educativa de Alagoas (TVE).


Estima-se que, no início do século XX, 100.000 tigres viviam espalhados por um extenso território que englobava a Rússia, Índia, China, todo o sudeste da Ásia e Indonésia. Hoje, existem cerca de 3.000 sobreviventes em áreas isoladas de 14 países asiáticos. Das nove subespécies de tigre, quatro já estão oficialmente extintas.


Não há alteração climática, desequilíbrio genético ou epidemia que explique esse quadro dramático. Por conta do fascínio que sempre exerceu sobre os homens, pela sua força e beleza, o tigre atraiu, ao longo dos séculos, gerações de caçadores.
Em imagens preciosas de arquivo, o quinto episódio de Extinções relembra que a caça ao tigre já foi, um dia, esporte fino de aristocratas ocidentais, entre eles, a Rainha Elizabeth. O felino também teve adversários ideológicos como Mao Tse Tung. O líder da Revolução Chinesa o considerava “inimigo do povo” por contrariar seus planos para agricultura e urbanização.


Os tempos mudaram, mentalidades também. Hoje o tigre desfruta oficialmente de “imunidade” em reservas e parques nacionais. Porém, uma ameaça mais antiga do que a caça esportiva põe em risco sua sobrevivência.


Há milhares de anos os asiáticos cultivam a crença de que, para gozar de boa saúde e enfrentar os desafios da vida, precisam absorver a força e a coragem do tigre. A tradicional medicina chinesa acredita que em várias partes do corpo do felino se encontra a cura para muitas doenças. Essas superstições, que nem o budismo, o taoismo ou o confucionismo conseguiram derrotar, alimentam um vasto mercado paralelo: o mercado negro dos traficantes de órgãos.


Com direção de Guilhaume Levis e Isabelle Han, o documentário, apresentado por Eduardo Moscovis, é uma coprodução da FL Concepts & co, France Télévision, Oak3Films, Marathon, Gullane & Grifa.


A série Extinção apresenta, sempre às quartas-feiras, seis documentários sobre a vida de seis grandes animais que enfrentam um inimigo comum: a extinção. Com imagens registradas em 17 países, a série retrata o drama de cada espécie diante da ameaça de destruição do seu ecossistema pelas mãos dos homens. O público poderá acompanhar cenas fortes e inéditas da luta pela sobrevivência do tigre, guepardo, orangotango, elefante asiático, urso polar e da onça pintada.

Ações do documento