Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Plantas forrageiras é tema do Conhecer
06/09/2011 - 10h11m

Plantas forrageiras é tema do Conhecer

O programa vai ao ar nesta quarta-feira (07), às 20h, e fala sobre estudo do curso de zootecnia da UNEAL

Plantas forrageiras é tema do Conhecer

O ‘Conhecer’ desta quarta-feira (07), exibido às 20h pela TV Educativa, vai falar sobre plantas forrageiras, que são gramíneas e leguminosas usadas como fonte de alimento para os as animais. O programa recebe o engenheiro agrônomo Dácio Brito, coordenador do curso de zootecnia da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), que desenvolve pesquisas sobre o assunto.


O estudo, coordenado há três anos pelo Professor no campus de Santana do Ipanema, vem descobrindo alternativas para alimentação do gado em épocas de seca e constatou que a mandioca pode ser uma fonte sustentável de alimentação animal. No programa, Dácio Brito fala ainda sobre um outro estudo,  desta vez feito em Arapiraca, que é um levantamento arbóreo na cidade.

 

 

Sobre o programa

Dar visibilidade e divulgar a produção científica, tecnológica e as inovações em nosso Estado. Essa é a proposta do programa semanal ‘Conhecer’, exibido sempre às quartas, às 20h, com reapresentação às quintas-feiras, ao meio-dia, e aos sábados, às 15h30.

 

Com linguagem coloquial, objetiva e descontraída, o programa se propõe a levar a público os diferenciais e o que está acontecendo de relevante em universidades e centros de pesquisa alagoanos em termos de projetos, pesquisa e extensão, ressaltando os objetivos e os benefícios que poderão advir em benefício da coletividade.

 

Comportando entrevistas, reportagens, imagens e apoio gráfico, o ‘Conhecer’ se propõe a divulgar o uso da ciência e da tecnologia para a solução de problemas e sua aplicação prática no dia-a-dia das pessoas.

 

Com meia hora de duração, o programa tem apresentação do jornalista Clayton Santos, produção de Vera Valério, edição de Chris Duarte e Daniel Lima e imagens do cinegrafista Samuel Limeira.

 

 

 

Ações do documento