Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Observatório da Imprensa fala sobre a novela Amor e Revolução
17/05/2011 - 10h19m

Observatório da Imprensa fala sobre a novela Amor e Revolução

Novela está causando polêmica com as cenas de tortura e depoimentos de pessoas torturadas na ditadura

Observatório da Imprensa fala sobre a novela Amor e Revolução

Kaká Marinho e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil

 

O Observatório da Imprensa desta terça (17), às 22h na TV Educativa (TVE), vai debater a novela Amor e Revolução, do SBT, sobre os anos de chumbo da ditadura militar no Brasil.

Poucas vezes utilizado em telenovelas, o tema está causando polêmica com as cenas de tortura e com os depoimentos, após cada capítulo, de pessoas que sofreram na pele os efeitos da ditadura imposta após o golpe de 64. São políticos, militantes, vítimas de torturadores daquele regime. Os depoimentos são fortes, como poucas vezes se viu na imprensa brasileira, quanto mais em uma telenovela em horário nobre.

A iniciativa gerou insatisfação no meio militar provocando um abaixo-assinado do pessoal da reserva da Aeronaútica, numa tentativa de tirar a novela do ar. No texto, eles acusam Sílvio Santos de fazer a novela para agradar o governo federal e amenizar os problemas financeiros de suas empresas. O fato é que, desde o lançamento do livro Tortura Nunca Mais, poucas vezes a crueldade da ditadura esteve tão à mostra.

Para falar sobre o assunto, o jornalista Alberto Dines recebe no estúdio o autor da novela Amor e Revolução, Tiago Santiago e a jornalista Eliane Pace. O programa ainda ouviu a opinião do jornalista Chico Otávio/O Globo, do jornalista e escritor Flávio Tavares, e do engenheiro Nilton Leão Duarte.

 

Ações do documento