Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Observatório da Imprensa debate o caso do jornalista José Antonio Vargas
05/07/2011 - 10h55m

Observatório da Imprensa debate o caso do jornalista José Antonio Vargas

Jornalista filipino foi demitido do Washington Post após ter confessado ser um imigrante ilegal nos EUA

Observatório da Imprensa debate o caso do jornalista José Antonio Vargas


Iranei Barreto e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil


O Observatório da Imprensa desta terça (5) vai debater o caso do jornalista filipino José Antonio Vargas, demitido do jornal Washington Post e que corre o risco de ser expulso dos Estados Unidos. O programa vai ao ar pela TV Educativa de Alagoas (TVE), às 22h.


Em uma reportagem intitulada “Minha vida como imigrante sem documentos”, Vargas confessou ser um imigrante ilegal. O texto, que foi vetado no jornal em que trabalhava, provocou sua demissão. Mas acabou sendo reproduzido pelo The New York Times.
Houve motivo para a demissão? Um jornalista que mente sobre sua condição de imigrante ilegal pode ser considerado confiável? A coragem de escrever o artigo não seria a maior prova da honestidade do profissional? E a postura do The New York Times foi correta ou oportunista? O programa vai abordar esses e outros pontos que envolvem a questão.


Em 2007, o jornalista recebeu o prêmio Pulitzer, o mais importante prêmio do jornalismo americano, com uma reportagem sobre o tiroteio na Universidade de Virginia.


Participam do debate os jornalistas Rosental Calmon Alves, Bernardo Kucinski e Roberto Cattani (presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros no Brasil). O programa ainda ouviu a opinião de Fabio Zanini (Folha de São Paulo) e dos correspondentes Silio Boccanera (Londres) e Lucia Guimaraes (Nova Iorque).

 

Ações do documento