Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Espaço Linda Mascarenhas movimenta bairro do Farol com arte e cultura
01/09/2011 - 14h31m

Espaço Linda Mascarenhas movimenta bairro do Farol com arte e cultura

Música, poesia e teatro são destaques da agenda neste fim de semana

Espaço Linda Mascarenhas movimenta bairro do Farol com arte e cultura

 

Diogo Braz

Já faz algum tempo que o Espaço Cultural Linda Mascarenhas deixou de ser apenas aquele “teatro ao lado do CEPA”. Com uma agenda movimentada por apresentações das mais diversas expressões artísticas, o espaço se tornou habitual na cena cultural de Maceió. Hoje, não é mais preciso usar o CEPA como referência, todo maceioense interessado em arte sabe onde fica o “Linda”, como é carinhosamente conhecido. 

A inserção do Linda Mascarenhas no cotidiano do bairro do Farol vem sendo conquistada aos poucos, fruto de uma filosofia muito simples: abrir as portas para que os artistas apresentem suas produções, fazendo com que seja cumprida a sua função de aparelho cultural público. “A idéia é fazer com que o Espaço seja parte do dia a dia da comunidade, facilitando o acesso às produções; que as pessoas saibam que sempre vai estar acontecendo algum espetáculo aqui e que, no dia em que vierem, vão poder assistir a uma apresentação de qualidade artística, num local seguro e de fácil acesso”, comentou o diretor do Espaço Linda Mascarenhas, Júnior Almeida. 

Para se ter ideia da movimentação do Linda, só no mês de agosto foram realizados seis shows musicais, uma oficina de grafite, um ciclo de palestras, duas exposições fotográficas, dois ensaios de companhias teatrais, duas apresentações de dança, uma apresentação de vídeo instalação, uma transmissão de programa de rádio de auditório... Uma agenda extensa, que agrada a diversos segmentos de um público ávido por cultura. E as apresentações não param! Inaugurando o mês de setembro, hoje haverá mais uma edição do Projeto Palavra Mínima, com show de Jan Cláudio e Eduardo Proffa. E amanhã é a vez do Coletivo Vermelho de Teatro estrear uma nova temporada do comentado espetáculo “Rojo”: Promessa de um final de semana movimentado no bairro do Farol. 

Palavra Mínima-Uma prova de que o público tem se acostumado, cada vez mais, a frequentar o Espaço Linda Mascarenhas é que os ingressos para o Palavra Mínima de hoje já estão esgotados, fazendo com que haja uma apresentação extra dos dois artistas na próxima sexta (09), às 20h. O projeto é uma realização do IZP e Cooperativa dos Profissionais de Música de Alagoas (COMUSA) e tem chamado a atenção pela proposta de unir duas expressões artísticas como produção única. Dessa vez, sobem ao palco o cantor e compositor Jan Cláudio e o poeta Eduardo Proffa.

Jan Cláudio é um nome habitual em festivais de música, já foi premiado no Femusesc e Festival de Música do Sesi, tendo representado Alagoas em outros estados do país. Começou sua carreira no grupo vocal “Nó na Garganta” e pretende mostrar o seu trabalho autoral com foco em MPB no show de hoje.

A poesia de Eduardo Proffa tem uma trajetória que se confunde com a música. Integrou diversos grupos musicais, destacando-se como compositor. Proffa é também professor de Educação Física, blogueiro ativo e autor do “Manifesto Antropofágico Cultural Alagoano”. 

Rojo-Com direção de Jonatha de Albuquerque Vieira e Nara Salles, a montagem Rojo estará em cartaz nos dias 3 e 10 de setembro no Linda Mascarenhas, fruto de uma parceria do IZP com o Núcleo Transdisciplinar de Artes Cênicas e Espetaculares (NACE), da UFAL.“Rojo” é o resultado de uma investigação das obras de Frida Kahlo e da filmografia completa de Pedro Almodóvar. A ideia do espetáculo é mostrar que a compreensão do mundo através da arte acontece não só por meio de uma leitura visual, auditiva ou tátil, mas de sinestesias. 

A peça é baseada no Teatro de Processo Colaborativo, os ingressos são limitados em 30 unidades e a entrada é um tomate maduro.

 

Ações do documento