Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Educativa FM com novos conteúdos e evolução tecnológica
26/08/2011 - 08h00m

Educativa FM com novos conteúdos e evolução tecnológica

Emissora do IZP passa por mudanças na programação musical e conta com projetos de modernização

Educativa FM com novos conteúdos e evolução tecnológica

Iranei Barreto
 
Com 25 anos de fundação alcançados agora em 2011 a Rádio Educativa FM avança na diversificação da programação, aquisição de acervo musical e projetos de modernização tecnológica, dentre eles o que prevê o funcionamento em rede envolvendo também as educativas de Arapiraca e Porto Calvo, e o de aquisição, nos próximos meses, de um novo transmissor de 10 KW para a Educativa FM Maceió.   
 
Outra novidade que acontecerá em breve é a mudança de todas as vinhetas da Educativa FM - pequenas gravações para identificação, abertura de programas e personalização da emissora -, o que dará nova roupagem à rádio. “São vinhetas modernas que traduzem melhor o novo momento da emissora”, observa Ricardo Teles, diretor das educativas. “Além disso, estamos melhorando nosso acervo musical com a compra de novos CDs”, diz.
 
O diretor destaca que a programação da emissora passa por algumas reformulações, a começar pelo programa Nordestinidade, antes exibido apenas aos sábados e domingos, e que agora vai ao ar diariamente, de segunda à sexta, das 6 às 7 horas. O programa, dedicado à música nordestina, ampliou seu leque contemplando não apenas o forró, o baião e o xaxado, mas também maracatu, coco de roda, dentre outros ritmos locais. Já o programa Tocando Brasil passa a ser exibo no antigo horário do Nordestinidade, das 6 às 7 horas, nos sábados e domingos. “A ampliação do horário do programa surgiu de uma antiga reivindicação dos artistas alagoanos que precisavam de um espaço para tocar suas músicas, e com a série de especiais “IZP no São João de Alagoas”, exibida este ano no período junino, essa necessidade ficou ainda mais evidente”, justifica Teles.
 
Reforço - O “Educativa em Revista”, programa de entrevistas diário da emissora, também ganhou reforço com a participação especial do juiz titular da 21° Vara Cível da Capital, Carlos Cavalcante, que passa a fazer parte do time de convidados permanentes do programa. A cada 15 dias, às quartas-feiras, o magistrado conversa com Elias Ferreira sobre questões jurídicas relacionadas à família. O Educativa em Revista já conta com a participação permanente do cientista político Eduardo Magalhães, às segundas-feiras, e com o psicoterapeuta Laerte Leite, às terças-feiras.
 
O programa Vida de Artista da emissora também está com novidades. A cada final de mês tem uma edição especial ao vivo direto do Espaço Cultural Linda Mascarenhas, com duração de duas horas, com platéia composta por alunos da rede pública de ensino e aberto à população. No seu horário normal, o programa vai ao ar todas as sextas, das 16 às 17 horas. Nos dias de gravação ao vivo, começa mais cedo, às 15 h e se estendendo até as 17 horas.
 
A novidade da programação da Educativa FM fica por conta do programa “Educativa Classe A”, exibido também diariamente de segunda à sexta, das 13h às 14h, substituindo programação instrumental que vinha sendo veiculado no mesmo horário. No novo formato, passeiam ritmos como samba, Bossa Nova, MPB e pinceladas de canções instrumentais.  O programa estreou no último dia 19.
 
Modernização - Com a recente inauguração da nova torre de transmissão do IZP, a Educativa FM teve um ganho significativo na qualidade do sinal. Segundo o diretor presidente do IZP, Marcelo Sandes, essa qualidade e alcance será ainda mais ampliado com a aquisição do novo transmissor, que se encontra em fase inicial de fabricação.
 
“Pelo serviço que presta à população, pelos profissionais que possui e por se tratar de uma emissora padrão em qualidade de som e conteúdos diferenciados esses avanços fortalecerão ainda mais a rádio”, ressalta, lembrando que o projeto de funcionamento em rede proporcionará nova dinâmica às educativas, beneficiando também os ouvintes das regiões do Agreste e do Litoral Norte. Ele lembra ainda de projetos para aquisição de equipamentos como microfones, processador de áudio e interligação de computadores por fibra ótica, o que possibilitará agilidade, segurança e melhor desempenho no funcionamento da emissora.  

Ações do documento