Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias CSA homenageia repórter da Difusora nas comemorações dos 98 anos do clube
08/09/2011 - 17h24m

CSA homenageia repórter da Difusora nas comemorações dos 98 anos do clube

Costa Cabral atua há 42 anos como setorista de um único time, sendo caso único em nosso esporte

CSA homenageia repórter da Difusora nas comemorações dos 98 anos do clube

 
Iranei Barreto
 O coordenador da equipe de esporte da Rádio Difusora de Alagoas, Costa Cabral, foi homenageado nessa quarta-feira (07) durante as comemorações dos 98 anos do Centro Sportivo Alagoano (CSA). O reconhecimento aconteceu em função de se tratar do profissional que há mais tempo atua no estado como repórter setorista de uma única agremiação: nada menos do que 42 anos acompanhando e reportando tudo o que acontece no azulino, prestando assim um inestimável serviço aos torcedores e á causa do esporte alagoano.
 
“Todos os dias acordo e procuro fazer o meu trabalho como se estivesse começando”, revela Costa Cabral, numa demonstração inequívoca do seu envolvimento e responsabilidade que há anos exerce como um dos profissionais mais respeitados no meio em que atua. “Sempre fui apaixonado por futebol e também por rádio; a sensação é a de estar cumprindo a nossa missão”, diz visivelmente emocionado e também feliz ao poder dividir com sua equipe mais uma homenagem recebida ao longo da sua bem-sucedida carreira.


 Para o diretor da Difusora, Afrânio Godoy, trata-se de “uma homenagem justa pela dedicação de Costa Cabral ao CSA, sendo ele hoje um dos mais antigos integrantes do Conselho diretor do Centro Sportivo Alagoano”, destaca. 


 “Não existe em Alagoas, no Brasil ou no mundo um setorista com tanto tempo numa mesma agremiação”, destaca por sua vez o atual presidente do CSA e secretário adjunto de Esporte, Jorge VI. “É quase metade do tempo de existência do próprio CSA”, observa. “Nós estamos tentando oficializar esse feito no Guiness Book, o livro dos recordes”, revela o dirigente.


 “O Costa Cabral é profissional que honra e engrandece a comunicação alagoana, pela seriedade com que se dedica às atividades no dia a dia; pela competência reconhecida e testada ao longo de tantos anos como repórter e também como coordenador da competente equipe de esporte da Difusora”, observa o jornalista Marcelo Sandes, diretor presidente do IZP. “A homenagem conferida pelo CSA é, portanto justa e oportuna”, diz.


 Lembrança- Atuando na Rádio Difusora desde 1971, Costa Cabral lembra do tempo em que fazer rádio era bem mais complicado. E se diverte quando recorda dos equipamentos pesados que tinha que carregar para as atividades de cobertura e reportagem. “Já fizemos muitas transmissões que não foram ao ar devido às dificuldades tecnológicas; mas depois com o celular foi melhorando”, lembra.


 O reporte diz que consegue hoje controlar suas emoções, mas confessa já ter chorado muitas vezes, tanto pelas derrotas que o clube sofreu como pelas dificuldades enfrentadas. “Apesar das dificuldades, o CSA tem três vice-campeonatos brasileiros”, observa. “O clube também foi o primeiro time alagoano a ser vice-campeão da Conmebol, campeonato internacional promovido pela FIFA, possuindo ainda o maior número de títulos alagoano, 37 ao todo”, lembra o repórter. 


 As comemorações pelo aniversário dos 98 anos do CSA aconteceu na manhã dessa quarta-feira, dia 7, no estádio Gustavo Paiva, no Mutange, envolvendo torneio da Escolinha do CSA, torneio de Futvôlei, inauguração da quadra de Beach Soccer (Futebol de Areia) e jogo de master com ídolos dos torcedores azulinos como Jacozinho, Pêu, Jorge Siri, Catanha, dentre outros nomes que fizeram história no clube.
 

Ações do documento