Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Observatório da Imprensa debate a mídia e o secularismo
26/04/2011 - 08h05m

Observatório da Imprensa debate a mídia e o secularismo

Em debate, a decisão do Conselho Curador da EBC de tirar do ar os programas religiosos.

Observatório da Imprensa debate a mídia e o secularismo


Iranei Barreto e Assessoria da TV Brasil
O Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) decidiu em reunião, no último dia 24 de março, retirar os programas religiosos da grade de programação da TV Brasil. A medida foi tomada seguindo as determinações de que o Brasil é um país laico e que, portanto, uma emissora pública não poderia abrir espaço para apenas algumas religiões. A empresa promete utilizar este espaço para programas que abranjam uma diversidade religiosa.


O tema é polêmico, bem como todos os outros aspectos que ligam religião a meios de comunicação. Várias delas possuem conglomerados de comunicação, inclusive redes de televisão que são concessões públicas, concedidas por um Estado laico. Como regular essas questões? Essas e outras indagações estarão no Observatório da Imprensa desta terça (26), que vai ao ar às 22h, pela TV Educativa de Alagoas (TVE), tem como convidados os professores Edin Sued Abmanssur, Ciências da Religião/PUC-SP; Luiz Antonio da Cunha, Faculdade de Educação/UFRJ ; e a cientista política Roseli Fishman, UMESP/USP.

O programa ainda ouviu a opinião dos correspondentes Silio Boccanera (Londres) e Cristiane Ramalho (Berlin); do Decano do Centro de Teologia e Ciências Humanas/PUC-Rio, Paulo Fernando; do membro do Conselho Curador da EBC, Daniel Aarão Reis; e dos jornalistas Eugênio Bucci e Elvira Lobato, repórter especial / Folha de S. Paulo.

Ações do documento