Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 30 anos da Adefal e Projeto “Sextas Populares “ são destaques do “Espaço Livre”
04/08/2011 - 09h50m

30 anos da Adefal e Projeto “Sextas Populares “ são destaques do “Espaço Livre”

desta sexta Presidente da instituição dos deficientes de Alagoas fala sobre ações e temas da entidade; e Diretor artístico da Diretoria de Teatros de Alagoas fala sobre estréia de Projeto.

30 anos da Adefal  e Projeto “Sextas Populares “ são destaques do “Espaço Livre”

O diretor artístico da Diteal, Alexandre Holanda, será um dos entrevistados desta sexta.

 *Audrey Trevas  

Nesta sexta (5), o “Espaço Livre” recebe o presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), Luiz Carlos Santana,  que fala sobre as comemorações dos 30 anos da entidade, que se iniciam na próxima terça(9) e encerram-se no sábado(13), e temas como a inauguração do primeiro presídio com acessibilidade do Estado e os 20 anos da Lei de Cota e inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O programa vai ao ar das 8h às 12h pela Difusora (AM960), emissora do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP).

Ainda nesta edição, o apresentador Marcos Vasconcelos recebe o diretor artístico da Diretoria de Teatros de Alagoas (Diteal), Alexandre Holanda, que fala sobre a estréia do Projeto “Sextas Populares”. Em homenagem ao mês do folclore, o “Sextas Populares” estréia nesta sexta (5) com apresentação do instrumentista do pífano Chau do Pife, que receberá amigos músicos todas as sextas-feiras do mês de agosto, sempre a partir das 16h, com entrada franca. O projeto que visa divulgar a produção musical alagoana através de pequenas apresentações (pocket shows) num formato de happy hour do Teatro Deodoro. Os convidados de Chau do Pife na estreia do projeto serão: Irineu Nicácio (sanfona); Edinho Vovô (triângulo) e Xexéu (zabumba). Transplantes – Em estúdio, também, o psicólogo da Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Luiz Carlos Rodrigues,  fala sobre a relutância das pessoas em autorizar a doação de órgãos e como está a situação atual da Central de Transplantes. 

*Relações públicas

Ações do documento