Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias ‘Observatório da Imprensa’ discute a língua falada e a língua escrita
23/05/2011 - 13h35m

‘Observatório da Imprensa’ discute a língua falada e a língua escrita

Programa discute a publicação de livro didático do Ministério da Educação

‘Observatório da Imprensa’ discute a língua falada e a língua escrita

 

Iranei Barreto e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil

O Observatório da Imprensa desta terça (24) vai debater sobre a publicação de livro didático do Ministério da Educação, tanto o aspecto linguístico, como midiático desta questão. Alberto Dines conversa no estúdio com os gramáticos Deonísio Silva e Sérgio Nogueira, e com o professor Marcos Bagno (UnB). O programa, que vai ao ar às 22h, na TV Educativa de Alagoas (TVE), ainda mostra a opinião do escritor Affonso Romano Sant´Anna; do professor e gramático Evanildo Bechara (membro da ABL) e do advogado Sergio Bermudes.

Nos últimos dias, a publicação do livro Por uma vida melhor vem ocupando bom espaço na mídia. Adotado pelo Programa Nacional do Livro, do Ministério da Educação, e distribuído para cerca de 485 mil estudantes jovens e adultos, o livro não condena o uso de erros de português na língua falada.

A professora Heloisa Ramos, uma das autoras, defende uma suposta supremacia da linguagem oral sobre a linguagem escrita, admitindo a troca dos conceitos “certo e errado” por “adequado ou inadequado”. Por esse raciocínio, frases com erros de português como “nós pega o peixe” poderiam ser consideradas corretas em certos contextos.

A polêmica mobilizou autoridades e estudiosos sobre o tema. Uma curiosidade sobre a cobertura desta pauta está no desequilíbrio. Enquanto nos jornais do Rio de Janeiro e de outras cidades do país o tema ocupou manchetes, em São Paulo, os dois principais jornais, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo, optaram por não noticiar. O fato só foi registrado nos sites dos dois veículos.

Ações do documento