Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias ‘Cara e Cora’ mostra a história da Literatura de Cordel
16/05/2011 - 11h05m

‘Cara e Cora’ mostra a história da Literatura de Cordel

A história cantada e contada por caras e coroas

‘Cara e Cora’ mostra a história da Literatura de Cordel


Iranei Barreto e Assessoria de Comunicação/EBC-TV Brasil


Cara e Coroa desta terça (17), às 20h30, mostra uma viagem a Recife (PE) e Campina Grande (PB), feita pela dupla Milton Coelho da Graça e João Manuel, para conhecer a história, a cantação, a declamação, a música, a xilografia e o interesse de “caras” e “coroas” pelo universo da literatura de cordel. O programa vai ao ar às 20h30, pela TV Educativa  de Alagoas (TVE).


Nessas viagens, eles descobrem que, em pleno século XXI, ainda tem muita gente que valoriza o jeito tradicional de se contar histórias. Especialistas convidados respondem sobre a origem da literatura de cordel e revelam como surgiu essa modalidade literária. Falam sobre a capacidade que a literatura de cordel possui para incursionar pela história e conhecê-la, falam também, sobre o modo de pensar do povo brasileiro expresso através do cordel. E ainda, explicam a relação que existe entre a literatura de cordel e a cultura oral.


Sobre o programa- produzido pela TV Brasil, o Cara e Coroa, traz dois jornalistas – um jovem e outro da terceira idade – que conversão sobre temas de interesse público pela ótica do conflito de gerações. O “cara” é João Rocha Lima e o “coroa” é o veterano Milton Coelho da Graça. Eles viajam por grandes e pequenas cidades brasileiras para captar o pensamento diversificado dos brasileiros sobre assuntos palpitantes como tatuagem, serviço militar obrigatório, casamento gay, entre outros.
Os programas, captados em tecnologia HD, têm linguagem dinâmica e mostram os jornalistas em contatos com personagens que surpreendem o senso comum. Lembrando que o pensamento dos mais velhos, às vezes, é menos conservador que o dos jovens. No cruzamento de entrevistas: João entrevista os coroas e Milton os caras e vice e versa. Ou seja, estarão estampadas as contradições e surpresas da mesma moeda.
A participação popular é intensa em depoimentos tomados nas ruas com os mais diferentes extratos sociais. Perpassando a narrativa a cada tema semanal, um convidado analisa ou comenta do ponto de vista antropológico, sociológico ou histórico.

Ações do documento